sexta-feira, 5 de março de 2010

Amor: Atitude - Ação - Honra

O que é o amor? O amor não é um sentimento. Paciência e bondade não são sentimentos e embora sejam considerados virtudes, estão diretamente ligados à ação, a atitudes. Não arder em ciúmes, não se ensoberbecer, não se conduzir incovenientemente, não procurar seus próprios interesses, não se irritar (I Co. 13, 4-5), também, não são sentimentos, mas atitudes contrárias ao amor.
Amar é acima de tudo honrar, pois quando tratamos o nosso próximo com respeito, compreenção, quando perdoamos, tratamos com amabilidade e cortesia, estamos honrando o nosso próximo e cumprindo o que nos ensina Romanos 12,9-21: "...abençoar os que nos perseguem, alegrarmos com os que se alegram, chorar com os que choram, a ninguém tornar o mal por mal, não se vingar; se o meu inimigo tiver fome dá-lhe de comer, se ele tiver sede dá-lhe de beber, vencer sempre o mal com bem".
O amor é fundamental, pois para conhecer-mos a Deus temos que exercitar o amor, porque Deus é amor (I Jo. 4,8). Esse amor foi manifestado a nós através de Jesus Cristo, seu Filho amado, que morreu por nossos pecados (I Jo. 4, 10). E isso é o sufiente para amarmos uns aos outros (I Jo. 4,11). Alinhar à direita
A honra, abre as portas de bençãos, pois nada mais é do que uma oferta. "O presente do homem alarga-lhe o caminho e o leva-o à presença dos grandes" (Pv.18,16). Atitudes simples, como ceder o seu lugar a alguém, dentro de um coletivo, por exemplo, também é um ato de amor e uma oferta, respaldada pela Palavra de Deus: "porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará... e não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos..."(Gl 6,7 e 9).


"O Reino de Deus não consiste em palavras mas em virtude"(I Co. 4,20), ou seja, o Reino de Deus não é discurso, mas atitude, ação.

Marciléia abreu

Nenhum comentário:

Postar um comentário