quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Bom dia amigos, Salvador amanheceu com muita chuva, então aproveito para olhar as novidades: jornal, internet, twitter.
Agora a pouco vi uma matéria no jornal sobre denúncias no meio político - isso não é novidade. Mas o que me chamou a atenção é o nível de desrespeito. Nada justifica uma desonra, independente da conduta de quem está sendo desonrado, principalmente no que se refere à autoridade.
As oposições são necessárias, mas a postura de quem tem todo o direito de manifestar a sua opinião, também conta. Isso é exercer democracia. A democracia é mais do que uma Forma de governo e não pode ser confundida com anarquia. 
Quem primeiro usou e viveu o termo democracia foram os gregos e estes criaram todo um conjunto de, digamos, protocolos ou ritos, através dos quais o povo tinha acesso e expressava sua opinião. 
Penso que o protocolo principal é a conduta educada - a famosa educação doméstica e respeito. Caminhar na contramão desse preceito é difundir a desordem e confusão. Não se resolve nada na força do braço. Se não tiver sabedoria, a força será em vão e servirá apenas como fonte de estresse.
Se as próprias autoridades não tomam esse cuidado, que poderemos esperar da sociedade? Há poucos dias, uma criança de 10 anos, deu um tiro na professora e depois de se matou e a sociedade pergunta: Por que? Ninguém entende.
Mas se avaliarmos como a falta de respeito, tem se tornado banal, na nossa sociedade, talvez entendamos melhor porque o mundo está do jeito que está.
No Livro de Romanos 12:2 “ Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente”, a Palavra de Deus nos exorta a não ficarmos de braços cruzados, passivos, se conformando com tudo o que acontece a nossa volta – temos que ser agente de transformação.
A oposição e o confronto são estratégias para mudanças, inclusive pessoais, mas se não exercidas com sabedoria, de forma pacífica, será apenas uma fonte geradora de confusão, onde todos acabam perdendo.
Temos vários exemplos de líderes que revolucionaram o mundo sem guerras, mas o maior líder que já existiu, o Mestre Jesus, ao responder o questionamento dos fariseus, nos ensina: “ Ame o senhor, o seu Deus de todo o coração, ... Ame o seu próximo como a si mesmo...”(Mt.22:34-40)
Podemos ser um canal de benção e mudanças para muitas vidas, sem ter que apelar para a carnalidade, com grosserias. Os Princípios que Jesus nos ensina são fundamentais para qualquer cidadão contribuir para uma sociedade evoluída (começando por nós mesmos). 

sábado, 22 de outubro de 2011

A HUMILDADE E SUBMISSÃO DE JESUS


Quando iniciou o seu ministério, Jesus humilhou-se publicamente diante de Deus. No rio Jordão, submeteu-se à autoridade espiritual que o Pai havia estabelecido.
Deus havia ordenado que João Batista “preparasse o caminho do Senhor”, pregando o arrependimento de pecados. O Pai ungiu João com o espírito Santo enquanto este ainda estava no ventre de sua mãe. Ele foi consagrado pelo senhor para batizar o povo para remissão de pecados.
Jesus, “aquele que não tinha pecado”, não precisava ser batizado. Entretanto, preferiu submeter-se à autoridade espiritual que fora delegada a João e este o batizou.
Ao longo de seu ministério, Jesus continuou submisso à vontade de Deus. À medida que o pai lhe revela o que tinha de fazer, Cristo se submetia integralmente.
Jesus também se submeteu aos governantes da terra. Certa ocasião, as autoridades vieram até ele para coletar o tributo e perguntaram a Pedro: “O mestre de vocês não paga o imposto do templo?”. Ele respondeu: “Sim, paga”. Então Jesus perguntou ao discípulo: ” O que você acha, Simão?” De quem os reis da terra cobram tributos e impostos: de seus próprios filhos ou dos outros?”. “Dos outros”, Pedro respondeu. E o Mestre concluiu: “então os filhos estão isentos. Mas, para não escandalizá-los, vá ao mar e jogue o anzol. Tire o primeiro peixe que você pegar, abra-lhe a boca, e você encontrará uma moeda de quatro dracmas.  Pegue-a e entregue-as a eles, para pagar o meu imposto e o seu”(Mt.17:24-27).
Quando os fariseus o interrogaram para saber se ele achava correto pagar impostos a Cesár, Jesus respondeu: “ Deêm a Cesar o que é de César e a Deus o que é de Deus”(Mc12,17).
Quando Deus revelou a Jesus que a sua hora estava chegando, isto é, o momento de entregar a própria vida pelos pecados do mundo, ele se mostrou submisso e determinado a seguir até Jerusalém (Is.50:7; Lc18:31-33).
No Getsêmani, Jesus curvou-se à vontade do pai. Ele abriu mão da própria vontade e entregou-se a Deus. Quando os escribas, os fariseus e os soldados romanos vieram prendê-lo, ele se mostrou submisso à autoridade deles.  Cristo sabia “que o Pai havia colocado todas as coisas debaixo do seu poder” (Jo 13:3). Jesus disse a Pedro: “Você acha que eu não posso pedir a meu Pai, e ele não colocaria imediatamente à minha disposição mais de doze legiões de anjos?” (Mt. 26:53). Ele se entregou aos que o vieram prender e assim mostrou-se submisso à vontade de Deus.
Sabendo que o seu sofrimento e a sua morte estavam no plano de Deus, Jesus também se submeteu à autoridade sobre mim, se esta não te fosse dada de cima”(Jo19:11). Ao agir dessa maneira, Jesus também estava se submetendo à vontade de Deus.
Jesus aceitou ser esbofeteado, açoitado e ridicularizado. Não questionou, simplesmente se mostrou humilde. Não reclamou nem discutiu, apenas se submeteu. Não tentou argumentar com Deus, tão somente se humilhou perante o Pai. E , por ter agido assim, ENTREGANDO-SE TOTALMENTE à vontade e à autoridade de Deus, foi obediente até a morte e alcançou a vitória definitiva sobre Satanás!
(Bíblia de Estudo  Batalha Espitual e Vitória Financeira. Pr. Morris Cerullo. pág.1.1159)     

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Igualdade Feminina

Hoje é comemorado o Dia Internacional da Igualdade Feminina. Então gostaria de compartilhar com você o que significa, pra mim, a igualdade feminina. 
Deus criou o homem e mulher à sua imagem e semelhança (Gn 1:27). Fez o homem como cabeça, ou seja, como autoridade e a mulher como sua auxiliadora, adjuntora (junta como anexo, para ajudar). Essa é a principal missão da mulher: auxiliar, ajudar, andar junto, lado a lado. Missão essa com uma unção especial, uma sabedoria específica, para se edificar, ou seja, a mulher, enquanto adjuntora, edifica, constrói (Pv.14:1).
E realmente não é uma missão fácil, requer persistência, determinação, renúncia, assim como qualquer missão. E só existe realização quando essa missão é cumprida. Se sairmos do foco, nos perdemos em insatisfação. Ainda que o mundo, com suas apelações, diga que ser mulher independente e ter direitos iguais é estar acima do homem e não ao seu lado; que ser submissa significa ser capacho e se anular.  
Minha amiga, mulher só é realmente independente, quando não há amarras que lhe prendam, que a impeçam de sonhar e alcançar seus objetivos. Essas amarras não são terceiros, não é o marido que não entende ou valoriza; não é o pai, que não deu atenção ou os filhos, que muitas vezes, são usados como argumentos para o "eu não posso". Estas amarras estão no interior, na alma, escondendo feridas como rejeição, medo, falta de perdão e outras mazelas.
A única coisa que te impede de ser independente, de sonhar e conquistar é você mesma.
Você pode argumentar que é fácil falar. Eu digo a você que nada é fácil, toda a conquista requer batalha, sacrifícios e renúncias, mas posso te afirmar que você não está sozinha nessa. Qual foi a última vez que você sonhou, planejou e principalmente apresentou ao nosso Pai celestial os teus sonhos, os teus projetos?
Deixa eu te falar uma coisa: murmurar não é pedir; reclamar 24 horas, porque nada dá certo, não é apresentar diante do Senhor. Deus está vendo as tuas necessidades, mas ele está esperando você decidir mudar e fazer a tua própria história. Ele não vai decidir por você. Mas no momento em que você tomar a decisão certa, Ele vai te abençoar, vai abrir portas a teu favor.
Jesus, teve um encontro com uma mulher samaritana e quando foi questionado, por que, ele sendo um judeu estava falando com ela que era de Samaria, Jesus lhe respondeu: : “se você conhecesse o dom de Deus e Quem é que está te pedindo, você lhe pediria e Ele te daria “água viva”(Jo 4: 7).
Aquela mulher tinha uma história de vida, que não era nada boa, já tinha tido vários maridos, já tinha passado por experiências ruins que com certeza marcaram a sua vida. Mas ela teve um encontro com Jesus, e não perdeu a oportunidade, ela decidiu mudar e foi abençoada. E o testemunho daquela mulher influenciou uma multidão (Jo 4:39).
Amiga, Deus tem prazer em te abençoar, não importa o que os outros pensem sobre você, não importa o que os outros falem, não importa o teu passado. Deixo aqui uma lição do Dr.Mike Murdock: "Pare de olhar para onde você tem estado e comece a olhar para onde você pode estar". Deus está pronto para te abençoar se você O buscar.
Em Jeremias 29:11, o Senhor te fala "Eu é que Sei que pensamentos tenho de ti. Pensamentos de paz e não de mal para te dar o fim que desejais".
Nunca é tarde para começar. E uma grande história começa com um primeiro passo. Não somos nada na força de nossos braços, mas em Deus podemos todas as coisas, somos mais do que vencedoras (Fl. 4;13).
Decida hoje editar a sua história. O que você quer? O que falta para você realmente se sentir uma mulher independente? A independência começar primeiro no interior. Posso te garantir que tem muita mulher, que aparentemente, aos moldes do mundo, tem tudo: status, carinho (vestidos, sapatos, perfumes..rsrs), bom emprego, sai em capa de revista, mas isso não é garantia de independência, porque ser independente é ser livre é ser feliz.
Então, nesse Dia Internacional da Igualdade Feminina, te desejo vitória na tua missão de auxiliadora, de adjuntora. Que seja um marco de muitas conquistas - com você mesma, na tua casa e em todo o lugar em você colocar a planta do teu pé.

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Confiar no Senhor

Não importa a situação, quando confiamos no Senhor, ele é fiel e misericordioso para nos atender. 
Neemias foi o exemplo de um homem que confiou no Senhor e viu o milagre acontecer em sua vida. Ele, assim como a maioria do povo de Israel estava no exílio e quando soube da situação deplorável de, Jerusalém e do povo que lá se encontrava, ficou arrasado.
Neemias passou dias lamentando, orando e jejuando. Afinal, o que poderia fazer? Muitas vezes nos encontramos em desafios que chegam a tirar a nossa paz, por não sabermos como resolve-los.
Eu mesma já me vi diante de situações que a meu ver não havia solução, mas eu cri no meu Deus e fui surpreendida pelo Seu favor.
Lembro que há alguns anos estava resolvendo uma situação legal para uma pessoa querida que passava por necessidades. Ajuizei o pedido e fui tentar despachar com um juiz, que era conhecido por não atender a advogados. Fui na coragem, mas não consegui, nem ser atendida e nem ter o meu pedido deferido. O que poderia fazer? Era recém formada, não conhecia ninguém no cartório e muito menos o juiz. Mas não desisti, mesmo depois da negativa continuei intercedendo e declarando que sairia dali com a minha benção. E algo aconteceu. De repente houve uma agitação no cartório, os funcionários agitados e os brados do juiz exigindo algo. Todos procuravam, sem êxito (catálogo, telefonista) o telefone de uma determinada delegacia. Não soube o porque da urgência mas percebi imediatamente a mão do Senhor movendo a meu favor. O cartório estava alvoroçado em conseguir o telefone de certa delegacia, da qual eu tinha o telefone pessoal do Delegado Titular. Então chamei a funcionária e disse que poderia ajudar. O resultado, foi um Milagre, sai de lá com o meu pedido, incluindo um Alvará imediato para resolver o meu problema, além de elogios. Deus é tremendo!
Neemias também estava diante de um desafio. O que poderia fazer para mudar aquele histórico de Jerusalém? Nada, mas o Senhor sim. Ele inclina o coração do homem para onde quer, porque nEle está o querer e o efetuar (Fp 2:13) e quando Ele assim determina, não tem jeito. Deus usou uma situação para mudar o coração daquele juiz que se recusava a me atender. Deus inclinou o coração do Rei Artaxerxes a favor de Neemias, a qual perguntou-lhe: O que gostaria de pedir? (Ne 1:4).
Neemias nos ensina algo. Ele foi sábio, não respondeu de imediato, mas orou ao Senhor e requereu o que estava em seu coração. E em tudo foi atendido.
Neemias confiou no Senhor. E nessa confiança ele agiu com sabedoria. Não desperdiçou as oportunidades e viu o resultado.


Continua...

domingo, 24 de julho de 2011

Shalom!
Já faz um tempinho que não atualizo as coisas por aqui. Motivo, falta de tempo, sempre muito corrido e outras prioridades. Esse ano de 2011, tem sido uma benção na minha vida. No início do ano comecei a enumerar as bençãos que aconteceram na minha vida, mas ainda em janeiro, perdi as contas. Glória a Deus por isso!
Os desafios são muitos, mas tenho mais para agradecer a Deus, do que pedir. Em MAIO - estive na minha amada terrinha Manaus e fui surpreendida com muitos milagres, principalmente na família. Vi o mover de Deus em coisas que aos olhos humanos seria impossível. Foi realmente maravilhoso!
Em JUNHO não foi diferente, foram experiências marcantes, o privilégio de testemunhar acontecimentos históricos, como o mover de Deus unindo o seu povo: Marcha para Jesus em São Paulo, milhões de pessoas fazendo a diferença na Nação; aniversário de 100 anos da Igreja assembléia de Deus, em Belém do Pará, com mais de 100 mil pessoas e dia 19 de junho e o jubileu do Ap. Renê Terra Nova com 250 mil pessoas no Centro de Convenções em Manaus.  
JULHO, está sendo um tempo diferente, tempo de recarregar as baterias, na presença do Senhor. Período de avaliação, crescimento, tomada de decisões para avançar. Estou com alguns projetos em andamentos, parceria na área profissional e algumas estratégias na área ministerial. Sei que Deus está comigo e nEe está a minha confiança, porque até aqui Ele tem me ajudado e fortalecido. Beijão!     

terça-feira, 7 de junho de 2011

DECIDINDO MUDAR PARA EXPERIMENTAR O MELHOR DE DEUS

Deus deu uma promessa a Abrão de que teria uma descendência incontável (Gn 15:13-14), mas o avisou de que o seu povo seria peregrino, servo e afligido por 400 anos, andando em terra que não era sua. Deus tinha um propósito e declara que o povo escolhido sairia da servidão com grande fazenda (Gn 15:14).

Finalmente chegara o momento da mudança. O povo já não agüentava mais o cativeiro (Ex 7:1-5). Você faz idéia do que era uma vida de escravo? Só trabalhava para os outros, não possuía bens ou patrimônio e nem a roupa que vestia, era sua.

Muitos têm vivido como escravo - uma vida sofrida, angustiada, que não sabe como vai ser o amanhã. O povo de Israel estava desse jeito, totalmente sem perspectiva.

Mas quando Deus levantou Moisés, duvidaram. Fico imaginando a cara deles, o susto, quando Moisés propôs a saída do Egito para outra terra, os questionamentos. Será que saindo não vai ser pior? Sempre têm pessoas negativas, que preferem se acomodar a encarar mudanças. Pessoas que preferem viver na sombra, porque é mais cômodo – não querem conquistar.

Quando compreendemos esse contexto, entendemos porque Deus endureceu o coração de Faraó. Quando Moisés vai a presença de Faraó para pedir que o povo fosse liberado para sacrificar a Deus, a primeira coisa que Faraó fez, foi aumentar o serviço do povo: ”... eles estão ociosos..” (Gn 5:8).

Era o propósito de Deus. Sabe por que? Porque Deus conhecia a dureza que impregnava o coração do povo e se não houvesse acontecido isso, não teriam DECIDIDO sair do Egito.

Podemos fazer uma alusão à águia. Uma das formas dela forçar os filhotes a voar é tirar o conforto do ninho: aliás, ela já constrói o ninho, com o mínimo de conforto, com espinho, para que, a medida que, os filhotes vão crescendo, sintam-se incomodados. Não satisfeita, tira as plumagens, depois os galhos, depois ela mesma bica os filhotes, para forçá-los a voar. Se ela não fizer isso o filhote não voa. E se o filhote não voa no devido tempo, fica atrofiado.

Deus age da mesma forma conosco, para nos tirar do comodismo, do nosso Egito particular. TODO O PROBLEMA É SINAL DE MUDANÇA.

A primeira mudança que precisa ser feita, não é na geografia, mas em você mesmo.

Aquele povo também precisava de uma mudança no seu interior, no seu caráter. Era um povo murmurador, ingrato, incapaz de reconhecer o que Deus havia de fazer. Era um povo covarde. A gente vê o cuidado de Deus com seu povo, quando deu um comando para que Moisés não os conduzisse pelo caminho mais curto, porque haveria guerra com os filisteus “... para que porventura o povo não se arrependa, vendo a guerra e tornem ao Egito, ao cativeiro” (Gn 13:17).

Quantos não voltam ao lugar de cativeiro, por medo de enfrentar as mudanças? Deus, da mesma forma que fez com aquele povo, jamais permite um fardo, além do que você possa suportar.

Precisamos ser humildes e reconhecer que precisamos de uma alma curada, para tomarmos posse, para receber aquilo que Deus tem para nós. Precisamos romper com tudo o que tenta nos prender.

Deus nos chama à Liberdade, a romper com as cadeias, os grilhões, com tudo o que nos afasta dEle.

DEUS TEM O MELHOR!

 “eu irei adiante de ti e endireitarei os caminhos tortos, quebrarei as portas de bronze e despedaçarei os ferrolhos de ferro!
Não temas, eu sou contigo!
(Is 45:2)

sábado, 5 de março de 2011

CARNE VALE?


Shalom queridos,
Estamos em meio a um dos maiores movimentos culturais do planeta: o Carnaval. No Brasil existem vários tipos de manifestações carnavalescas, desde escolas de samba no Rio de janeiro, Maracatu em Pernambuco, Bumba meu boi, no Maranhão e diversas outras. Aqui em Salvador, o conhecido Axé com seus Trios Elétricos. Nessa época turistas do mundo inteiro são atraídos para a folia brasileira. Na Bahia, estima-se que esse ano ultrapasse a dois milhões de visitantes.
O Carnaval teve sua origem na Idade Média, mais precisamente na Alemanhã, e significa CARNE VALE. O Carnaval antecede a QUARESMA, segundo a http://pt.wikipedia.org/wiki/ Quaresma um tempo litúrgico de conversão, que a Igreja Católica, a Igreja Anglicana e algumas protestantes marcam para preparar os fiéis para a grande festa da Páscoa. Durante este período, os seus fiéis são convidados a um período de penitência e meditação, por meio da prática do jejum e da esmola e da oração.
Antigamente esse tipo de penitêcia era bem rígido, lembro que quando criança, na época em que fazia catequese, não podia brincar, não podia rir muito, comer carne e uma séries de proibições. Se no meu tempo era dessa forma, fico imaginando na Idade Média, onde quem não seguisse a risca era considerado herege e corria um sério risco de ir parar na fogueira. Então abria-se esse dia como um hiato, onde podia-se tudo, como o próprio nome diz CARNE VALE.

Hoje fico olhando pela janela, toda essa  movimentação que tem arrastado multidões para o mundo das drogas, da prostituição, mortes, desestrutura familiar. Quantas famílias não são destruidas?  Temos ainda o efeito pós, com DSTs e AIDS e pergunto, vale a pena? Milhões deixam de ser usados na educação e saúde para promover essa cultura do diabo. Milhões de reais, sendo investidos na industria de destruição da sociedade e o que o governo gasta, depois, para reparar o que ele mesmo promove não tem sido o suficiente.

E DEPOIS, QUANDO SE DEPARAM COM CATÁSTROFES, MORTES, PERGUNTAM ONDE ESTÁ DEUS. POR QUE DEUS PERMITIU ISSO OU AQUILO.

Carnaval é a festa da carne. As obras da carne são manifestas: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, iras, heresias, inveja, homicídios, bebedices, glutonarias (Galátas 5:19 e 20) e outras coisa mais. O que mais é promovido no carnaval , além disso? Com certeza não é difícil responder, mesmo que você que esteja lendo esse texto, não seja cristão.  Não fomos chamados para andar na carne, porque o que a carne oferece, embora aparente ser prazeroso, é enganoso, é apenas um prazer passageiro, depois vem a tristeza, o vazio. A única alegria genuína que nos preenche por completo e a alegria de estar na presença de Deus. Essa alegria é única e gratuíta a todos.  

Em Salvador acontece algo engraçado. O miolo da cidade fica um deserto. A movimentação só acontece na orla, circuito Barra/Ondina. Algumas Igrejas promovem retiro, uma forma de opção para a juventude local. Mas a maioria dos crentes se refugiam na Ilha - vou até sugerir para os meus apostolos abrir uma Igreja de temporada na Ilha - Vai lotar!

Enquanto isso, fico com aperto no meu coração, sinto um peso de dor que não sei explicar. É como se a cidade estivesse totalmente entregue, sitiada. Nos céus de Salvador, há um peso ruim, que não é bem vindo.

No capítulo 139: 7-12 no Livro de Salmos, Davi declara: “Para onde me irei do teu Espiríto, ou para onde fugirei da tua face? Se subir ao céu, tu aí estás; se fizer no Seol a minha cama, eis que tu ali estás também. Se tomar as asas da alva, se habitar as extremidades do mar. Até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá. Se disser: De certo que as trevas me encobrirão, então a noite será luz à roda de mim. Nem ainda as trevas me escondem de ti: mas a noite resplandece como o dia; as trevas e a luz são para ti a mesma cousa.” Deus está com todos aqueles que O buscam. Não importa onde estejam. Por isso confio no meu Senhor, que me livra de todo o mal, de todo o laço...( Sl.91). Ainda que esteja debaixo desses céus, não temo, sigo fazendo a minha parte (ainda tão pequena), porque sei que o senhor vai na minha frente. Não tenho dúvida disso.

Oro para que todas essas vidas, preciosas, sejam alcançadas e tocadas, por Jesus. São milhares que buscam, nesse movimento cultural diabólico, um escape para fugir dos problemas do dia a dia, de suas frutações. Declaro sobre sua vidas a alegria da salvação que está em CRISTO JESUS e que o BRASIL  E SALVADOR É DO SENHOR JESUS!!!.  

sábado, 26 de fevereiro de 2011

A LOJA DE DEUS


Entrei numa loja e vi um senhor no balcão.
Maravilhado com a beleza da loja perguntei:
- Senhor o que vendes aqui?
 - Todos os dons de Deus.
 - Custam muito? voltei a perguntar.
- Não custam nada, aqui tudo é de graça.
Contemplei a loja e vi: jarras de amor, vidros de fé, pacotes de esperança, caixinhas de salvação, muita sabedoria, saúde, fardos de perdão, pacotes grandes de paz e muitos outros dons de Deus.Tomei coragem e pedi;
- Por favor, quero o maior jarro de Deus, todos os fardos de perdão, um vidro grande de fé pra mim e pra toda a minha família.
Então o senhor preparou tudo e entregou-me um pequeno embrulho que cabia na palma da minha mão.
Incrédulo, disse: Mas como é possível estar aqui tudo o que eu pedi.
Sorrindo o senhor respondeu: Meu querido irmão, na loja de Deus não damos o fruto, só as sementes.
Plante-as!

Autor desconhecido

domingo, 23 de janeiro de 2011

CONFIAR NO SENHOR

"Conta-se a história de um rei que gostava muito de caçar e que certa vez, ao atirar, acertou o próprio dedo. Indignado, praguejou e culpou Deus por não protegê-lo. O súdito que estava com ele explicou que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus (Romanos 8:28). E o rei, mais indignado ainda, mandou prender o súdito, pela afirmação sobre a Bíblia.

Muito tempo se passou, e o rei foi caçar novamente, dessa vez, sozinho. Foi quando se deparou com índios canibais que o prenderam para oferecê-lo aos deuses. Mas durante o ritual, perceberam que na mão do rei faltava um dedo, o que fez com que fosse solto, porque os deuses não recebiam uma presa mutilada. O rei saiu livre, feliz e compreendeu que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus.

Ao retornar ao palácio, foi direto à prisão e libertou o súdito. Pediu perdão e contou sobre os canibais. Depois questionou com o servo o motivo de Deus ter-lhe permitido ficar preso por tanto tempo. O servo sorriu e disse que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, pois se estivesse com o rei, com certeza, teria sido oferecido aos deuses, pois possuía todos os dedos."

DEUS É FIEL, E DEVEMOS CONFIAR PORQUE ELE NUNCA FALHA NAS SUAS PROMESSAS.
PODEMOS NÃO ENTENDER NO PRESENTE, MAS SE CONFIARMOS NO SENHOR. ELE ASSEGURARÁ O NOSSO FUTURO.

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

RIO DE JANEIRO

Mal começamos o ano e fomos surpreendidos pela tragédia que tem assolado o Rio de Janeiro, na qual me solidarizo orando para que o Senhor derrame o refrigério e o consolo a todas as famílias, deixo a Palavra em Eclesiastes 7:2-4, que diz “melhor é ir à casa onde há luto do que ir à casa onde há banquete, porque ali se vê o fim de todos os homens; e os vivos o aplicam ao seu coração(2)”. Apesar da dor, é um momento de inevitável reflexão. Todos nós um dia retornaremos ao pó e o confronto de tal fato não é fácil, é duro para todos nós, mas, infelizmente,  é diante dessas situações, que muitos param para pensar o quanto a vida é preciosa, param pra refletir no que estão fazendo com suas vidas e nos momentos tão preciosos que foram desperdiçados, o abraço que não foi dado, no carinho que não foi feito e até o “eu te amo” que não foi dito.  Não sabemos o dia de amanhã, por isso a Palavra de Deus nos ensina a vigiar.
 “Melhor é a tristeza do que o riso, porque com a tristeza do rosto se faz melhor o coração(3)” – lamentavelmente é no momento de profunda tristeza, desse chacoalhar de dor que nos quebrantamos e reconhecemos que precisamos de Deus e permitimos o Seu agir em nossas vidas. Então já não cabe orgulho, zanga , só a humildade, a solidariedade que sempre fala mais alto -  em fim o conserto, o clamor ao Pai, porque, foi para isso é que fomos criados (para buscá-lo e adorá-lo), momento ímpar em que o individualismo dá lugar a sabedoria, testificando a palavra:“O coração dos sábios está na casa do luto, mas o coração dos tolos na casa da alegria(4)”. Diante de tanta dor, podemos tirar lições. A exemplo, cito Jesus, que  antes de morrer na cruz por mim e por você, foi escarnecido, chicoteado, ele estava nu (ao contrário do vemos nos filmes), foi humilhado se fez maldição por nós – aos olhos humanos foi a pior das humilhações. Mas no Reino Espiritual ele estava vencendo uma batalha e resgatando eu e você das amarras do diabo.
Da mesma forma, enquanto a mídia, com suas matérias sensacionalistas, mostram a todo o momento o número de vítimas, para nós, vivos, é uma chamada (acorda!), uma oportunidade (mais do que discutirmos a ações/omissões do governo) de avaliarmos o nosso coração e reconhecermos que não somos nada sem Deus. Em meio a tanta dor, temos a oportunidade de permitirmos sermos:  sensíveis, mansos, famintos por justiça, misericordiosos, pacificadores e  limpos de coração, pois para esses tem uma promessa (Mateus 5:1-12). Com a certeza de que para cada choro virá um consolo, porque o Senhor nunca desampara os que O buscam (Salmo 9:10).
"O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã"(Sl.30:5)

2011

Graça e paz!
Já faz um tempinho que não posto. O ano de 2011 começou a mil, bênçãos desde o primeiro minuto – passei a virada do ano em família – a melhor virada! Ainda, nas primeiras horas do dia 01, mais uma agradável surpresa. No dia 08 estava preparando um texto e fazendo uma relação das bênçãos já recebidas, em tão pouco tempo - de repente aparece um desafio, como que para colocar em prova as minhas palavras, mas Deus é realmente fiel e cuida de mim (outro dia compartilho o desafio). Dia 12 meu niver, 42 anos e Glória a Deus por isso, não tenho problema com idade.  E as bênçãos não param. Sou muito grata a  Deus.  Ele tem sido o meu refúgio, a minha fortaleza e realmente não dava pra começar o ano sem testemunhar e declarar que o nosso Pai é realmente maravilhoso.
Se quiser compartilhar alguma benção recebida, fique a vontade, será uma honra ter o seu comentário.
Abraços!