quarta-feira, 10 de abril de 2013


Os céus Pertencem somente ao Senhor, mas a Terra Ele deu aos homens (Salmo 115:16)

O nosso Pai celestial é um Deus fiel, "não é homem para que minta, nem filho do homem para que se arrependa" (Num 23:19). Deus age somente na legalidade dos princípios que Ele mesmo estabeleceu. Para Ele não existe impossível, mas o que já foi delegado ao homem realizar, nem mesmo os anjos farão, por um motivo muito simples: A terra Ele deu aos homens.

O livro de Gênesis, registra que o Senhor, após criar tudo o que há no mundo, fez o homem a sua imagem e semelhança para governar sobre toda a terra (Gn 1:26).  Portanto tudo o que diz respeito a vida aqui na Terra é responsabilidade nossa, ou seja, finanças, saúde, conhecimento, tudo.

Deus não largou o homem na Terra de qualquer jeito, mas entregou a ele sementes, instrumentos e princípios.

Sementes -  A palavra - você já observou, como é a vida de uma pessoa que tem
uma linguagem pessimista. Ela é aquilo que fala e pouca coisa dá certo em sua vida, porque é o que declara continuamente: "isso não vai dá certo!", "aquilo não presta!", "ele não vai mudar!", "não vou conseguir!". E não consegue avançar mesmo, porque está aprisionada por uma colheita malígna, liberada por ela mesma, pela sua língua.

O Senhor nos adverte, "morte e a vida estão no poder da língua, o que bem a utiliza come do seu fruto (Pv. 18:21)

Instrumento - Atitudes, também, são sementes Ações como: trabalho, gentilezas, sorrisos e até uma palavra mansa e sábia, abrem portas e liberam o favor do Senhor sobre as nossas vidas (Ef.6:8). 

Todos nós temos uma missão. Nesse momento, alguém está precisando de algo, que só você pode fazer. E quando você resolve, ganha uma recompensa (salário, favor). Se você trabalha, você ganha o seu salário, se você procura sabedoria para administrar o que ganha, você, também, é recompensado. Se você cuida da sua saúde e alimentação a recompensa vem, como mais qualidade de vida.

Observe que todos os exemplos colocados aqui, foram delegados ao homem e se não fizermos a nossa parte é inútil culpar a Deus.

No livro de Jeremias 29:11, o Senhor declara: "Eu é que sei que pensamentos tenho de vós, diz o Senhor. pensamentos de paz e não de mal para vós dá o fim que desejais". Deus quer sempre o nosso melhor, mas entenda desejar não é sonhar e cruzar os braços, mas correr atrás, se esforçar, buscar.

Princípios - Quando fazemos a nossa parte, as coisas acontecem, simplesmente porque já existe um decreto de vitória: "pedi e dar-se-vos-à; buscai e achareis; batei e abri-se-vos-à. pois todo o que pedi recebe; o que busca encontra e a quem bate, abrir-se-lhe-à" (Mt.7:7-8).

Deus não vai fazer por você, algo que você pode realizar, isso, porque Ele não quer filhos
preguiçosos e atrofiados. Ele nos chama como filhos valentes e maduros, que não se deixam levar pelas circunstâncias, que não se conformam com as mentiras e sofismas do mundo, mas que estão dispostos a fazer história, transformar o que precisa ser mudado, para tomar posse daquilo que já está determinado para você (herança). 

O Nosso Deus Fiel é contigo! 

  



quarta-feira, 3 de abril de 2013

CONFERÊNCIA APOSTÓLICA VINDE ÀS ÁGUAS - CALDAS DE CIPÓ/BA

A cidade de Caldas de Cipó/BA, está há 227 km de Salvador.
Com aproximadamente 16.000 habitantes é linda e aconchegante e tem como atrativo principal fontes termais, disponíveis em plena praça, com direito a cascatas.

Saimos de Salvador às 5h da manhã, na sexta-feira e chegamos a tempo de fazemos parte de algo histórico.

Deus é surpreendente. A abertura da Conferência estava programada para às 20h. no Hotel da cidade, mas aprove ao Senhor que toda a equipe se reunisse na Câmara do Vereadores, o Poder Legislativo da cidade.

O local onde se legisla as leis humanas, deu lugar a decretos espirituais, desatando e ativando todas as bençãos sobre Caldas de Cipó. Foi algo sobrenatural.

A noite iniciou, oficialmente, a Conferência, com a presença de Apóstolos do Rio de Janeiro, Pastores locais e da Bahia, Profetas, Evangelistas e Mestres.

O Ap. Renam, iniciou  a primeira noite, ministrando a respeito da necessidade de por ordem na casa, através dos fundamentos apostólicos, removendo toda a teologia torta, operando mudanças para que o corpo de Cristo possa ver os milagres.

No sábado, pela manhã,  fomos ministrados através do louvor da Banda
Radicalize e da ministração do Ap. Valmer sobre voltar a fonte, para desentulhar, tirando o lodo, o mato, tudo que possa estar impedindo o fluir do que o Senhor já preparou para nós.

 Em seguida fomos conhecer o sertão e a realidade do povo e

mais uma vez o Senhor operou.  Durante toda a Conferência a igreja, o corpo de Cristo, com uma consciência profética, mexeu com a geografia e o sinais foram visíveis.

Toda a região circunvizinha de Caldas de Cipó, estão em estado de calamidade, em razão da seca e acredite:
Os céus de Cipó se encheram de nuvens e quando descemos do ônibus, choveu no sertão. Glória a Deus!

Tivemos a oportunidade de conhecer, de perto, a necessidade do povo, levando não somente a Palavra de Deus, mas a solidariedade.

A noite de sábado o  Ap. Renam, nos ministrou a respeito da manifestação dos dons espirituais (Ef.4;17), cuja a finalidade não é a pessoa, mas os santos, a fim de forjar no corpo de Cristo filhos maduros.
Unção Pastoral

Nessa mesma noite tive a ativação do meu Ministério pastoral, momento ímpar, marcando o início de uma nova etapa em minha vida e de meu esposo e o início de uma aliança paternal com os Apóstolos Renam e Nelma Santiago, através dos fundamentos do ministério quíntuplo.

Dando prosseguimento a Conferência, o Ap. Marcio ressaltou o ministério como estilo de vida. Que não importa o título, mas a graça que foi derramada, o despertar do que foi derramado, através do comprometimento.

Domingo pela manhã, o tema foi evangelismo e na prática. Sob o comando do Evangelista Felipe,
Evangelista Felipe
 todos os conferencistas ganharam as ruas, para evangelizar, levar a Palavra de Deus. Detalhe - os apóstolos estavam la', na linha de frente, colocando o pé na poeira, provando que ser apóstolo não é título é chamado e comprometimento com o Reino de Deus.
O que estou colocando aqui no blog é apenas uma síntese superficial do que aconteceu, foi realmente um divisor de águas.

Infelizmente tivemos que voltar para Salvador, para o culto em nosso ministério, mas já soube do relatório de mais evangelismo na praça principal da cidade.

 Deixo para quem ficou até o final, nos presentear com o testemunho dessa maravilhosa e abençoada Conferência.

Agradeço a Deus pelo privilégio de ter conhecido pessoas tão especiais como os Aps. Renam, Nelma Santiago e toda a equipe. Os pastores Carlos Alberto e Suzi estão de parabéns. Valeu!!!!

Conferencistas

Equipe reunida no sertão

Momento da chuva

Prs. Carlos Alberto e Suzi, corajosos e incansáveis.

Com nossos mentores Aps. Renam e Selma Santiago

Casal pastoral apostólico!