segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

JESUS, O VINHO NOVO (Mateus 9: 14-17)

Jesus, foi questionado a respeito do jejum, pelos discípulos de João - o batista, porque seus discípulos não jejuavam. 

É incrível como nada passava despercebido. Todos ficavam “de olho” em tudo que dizia respeito a Jesus e nem o fato de seus discípulos não jejuarem, ficou de fora.

Na época de Jesus, os fariseus jejuavam duas vezes na semana, salvo no período de bodas, cuja comemoração, muitas vezes, ocorria durante uma semana e os convidados eram dispensados do jejum no período de comemoração do casamento, porque o jejum era associado a tristeza (comentário,King James).

Jesus respondeu a esse questionamento, fazendo uma comparação com o casamento: “É possível que os amigos do noivo fiquem de luto enquanto o noivo ainda está com eles? Dias virão, quando o noivo lhes será tirado, então jejuarão”. Os discípulos de Jesus estavam em momento de comunhão, de relacionamento com Ele.

Jesus ressalta: “Ninguém coloca remendo novo em roupa velha; porque o remendo força o tecido da roupa velha, e o rasgo aumenta. Nem se põe vinho novo em odres velhos; se o fizer, os odres rebentarão, o vinho derramará e os odres se estragarão. Mas, põe-se vinho novo em odres novos e assim ambos ficaram conservados” (Jo 9:16-17).

Nos versículos anteriores, vimos Jesus declarando : “Misericórdia quero e não sacrifícios, pois não vim resgatar justos e sim pecadores” (Jo. 9:13b).

Não adianta se sacrificar externamente, para que todos vejam, se por dentro continua resistente a mudança, com o coração duro, com os mesmos pensamentos, com as mesmas estruturas de pensamento, sem misericórdia, sem amor para com o próximo.

Jesus veio, para que, todos aqueles, que estão como odres e panos velhos, sejam renovados, para receber a Nova Aliança de Deus, Jesus.

Jesus é o vinho novo em nossas vidas e precisamos estar abertos, como panos novos, como odres novos para receber o novo de Deus - isso é a essência de nascer de novo.

Essa oportunidade é dada a todos que estão dispostos a receber (Jo.1:12). E independente de sua condição, mas por causa do grande amor, com que nos amou ( Efésios 2: 4-5), Deus sempre nos chama, para fazer parte do Seu banquete: “Eis que estou à porta e bato, aquele que abrir, eu sairei com ele e ele comigo” ( Ap.3:20).

Para fazer parte desse banquete, basta se aproximar, se arrepender - reconhecer que é pecador, que existem áreas em sua vida, que precisam de mudanças, que precisam de consertos. Para esses, que tem um coração humilde, Deus planejou o melhor renovo: JESUS!


Os que têm um coração humilde, não se rasgarão como tecidos velhos, nem se arrebentarão como odres velhos, mas serão como filhos maduros, que tem resistência, flexibilidade, se esticam e não resistem ao Reino de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário