terça-feira, 8 de março de 2016

Ponto de vista: Missão Mulher.

Edificar, talvez seja o verbo, mais contundente com relação ao papel da mulher. Edificar significa erguer, levantar, construir algo, fundar, alicerçar, assentar, criar, etc. É missão árdua e desbravadora, que exige um contínuo romper de estruturas.

Ser mulher é um desafio diário. Fomos chamadas para edificar, mas não se edifica nada sem sabedoria. E sabedoria, só vem de um lugar: de Deus. No banco da escola, na faculdade, você vai aprender preciosas lições, desenvolver a tua inteligência; as tuas experiências de vida, também, são valiosas, mas só a sabedoria, nos capacita e habilita a construir e desempenhar o nosso papel de maneira segura e sólida. Essa sabedoria, tem uma fonte especial. Ela não está num diploma, num cargo, num título, numa experiência, mas na presença de Deus. Somente Ele pode nos dá a verdadeira sabedoria, “que é pura, pacífica, moderada, cheia de bons frutos, sem parcialidade e sem hipocrisia” (Tg.3:17). É essa sabedoria que nos dá suporte para edificar a nossa casa, os nossos sonhos e principalmente a estar em linha com aquilo que Deus deseja de nós.

Gosto muito da passagem de Jeremias 29:11, que diz: ”eu é que sei que pensamento, eu tenho de vós, diz o senhor, para vos dar o fim que desejais”. Em Romanos, 12,2, o apóstolo Paulo nos exorta: “E não vos amoldeis ao sistema deste mundo, mas sede transformada pela renovação das vossas mentes, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”. Quando Deus olha para cada uma de nós, quando nos chamou para sermos sábias para edificar, Ele já tinha algo muito bom, perfeito e agradável para nós. E não podemos esquecer isso, temos que buscar e fazer acontecer isso na nossa vida.

Muitas vezes os nossos conceitos andam na contramão dos princípios do Reino de Deus, por exemplo, estamos acostumados a ver a humilhação (ato de humilhar ou humilhar-se/ mostrar humildade, submeter-se), como sinônimo de ruína e desprezo. O diabo inculcou no mundo o entendimento de que ser humilde é ter cara de pobre, miserável, coitadinho e esquecemos que Jesus ensina que a humildade é requisito para a honra (Pv.25:27 b).

Acredito que, quem mais sente na pele essa deturpação de valores é a mulher. A Palavra de Deus nos ensina, que somos auxiliadoras, mas o entendimento que esse sistema atual nos apresenta é que ser auxiliadora é ser capacho e estrado. E por isso muitas mulheres vêem a submissão, como algo tenebroso, deixam de ser parceiras para serem competidoras, para provar que são melhores que os homens. É claro que não podemos deixar de observar que muitos homens, por medo dessa parceria, tentam apagar qualquer ameaça à sua “autoridade” e posição. Ora, Deus criou o homem e incumbiu a este de ser o cabeça, mas deu à mulher a missão de edificar.

Conversei com algumas mulheres, fortes e o que observo é que aquelas que acabam desempenhando a função de autoridade, o fazem porque existe um hiato, está em aberto e alguém tem que cumprir esse papel dentro da família. Se o homem cumprir o seu papel, não tem como a mulher tomar o seu lugar e tudo se encaixa.

A questão é que vivemos nos moldes do sistema desse mundo. Corremos pra Deus, quando o bicho pega, mas não seria mais fácil, viver a cultura do Reino de Deus?
Se não duvidamos que a vontade de Deus seja boa, perfeita e agradável para nós, porque não nós damos a oportunidade de viver essa cultura? Onde cada um desempenha o seu papel: o homem, como o cabeça, mas a mulher como auxiliadora - que está ao lado, que é parceira, que caminha na mesma missão.

Não é fácil ser mulher, desbravar, construir, mas tudo tem um início, um primeiro passo e se os desafios são muitos, não são poucos, os exemplos de mulheres, que cumpriram seu papel e romperam, venceram para que eu e você estivéssemos aqui. Somos responsáveis para edificar e muitas vezes é necessário demolir para construir o novo. Somos responsáveis para edificar o novo, uma nova geração, seja dentro de casa - educando os filhos, ou no trabalho, em qualquer lugar, fomos chamadas para fazer a diferença sendo mulher, não na força do nosso braço, mas com temor a Deus, quem nos fortalece e nos capacita. Feliz Missão Mulher!

Nenhum comentário:

Postar um comentário